UFPI REALIZA PESQUISA NA CAVERNA DA FUMAÇA E DESCOBRE SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS EM ASSUNÇÃO DO PIAUÍ. Acompanhe!

Descobertas de Sítios Arqueológicos contribuirá para o Bioma da Caatinga em Assunção do Piauí.

 

A pedido do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Assunção do Piauí (STTR), a Universidade Federal do Piauí (UFPI) esteve ontem e hoje (11 e 12 de março de 2014), na Comunidade Brejinho, zona rural de Assunção do Piauí realizaram de pesquisa na área externa e interna da “Caverna da Fumaça”, fizeram coletas de materiais e identificaram no local um Sítio Arqueológico.

 A equipe da UFPI composta pelos Professores Luiz Carlos Duarte Cavalcante, Química e Arqueólogo e a Professora Sonia Maria Campelo Magalhães, Arqueóloga, que também, identificaram um Sítio de Arqueologia próximo ao Campo de Futebol da comunidade a que denominaram de “Abrigo do Campo” e um outro bastante grande nas proximidade do lugar conhecido de Brejo dos Marcelinos a que foi denominado de “Abrigo de São Jorge”, e todos os locais, tanto a Caverna da Fumaça como os demais sítios serão cadastrados e tombados pelo IPHAN e deverão serem preservados e protegidos.

Os professores ficaram encantados com as riquezas naturais oferecidas pela região de Brejinho, “vou promover uma disciplinas para os alunos da UFPI direcionada para este lugar, no sentido de se fazer um estudo mais avançado e descobrir outros Sítios Arqueológicos, fiquei surpreso com a região!” disse Luiz Carlos. 

Para o STTR de Assunção do Piauí o trabalho realizado pela UFPI, na Caverna da Fumaça, contribuirá para outra pesquisa já iniciada pelo Ministério de Minas e Energia do Governo Federal, através da CPRM, onde foram identificados vários tipos de gases no interior da caverna, enxofre e ácidos.

No momento, o gás e o cheiro forte continuam sendo expelido pela caverna, apesar de não em grande quantidade e tonalidade branca como em novembro de 2012.

 (Professores fazem estudos de gravuras da Caverna da Fumaça)

 (Abrigo de São Jorge é nova descoberta de arqueologia em Assunção do Piauí)  

 (Pinturas rupestricas são constantes em abrigos de pedra na Comunidade Brejinho)

 

Fonte/Foto: Elizangela Bezerra

Edição: Assunc@oLivre 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!