FAMILIARES CELEBRAM O ÚLTIMO ADEUS A ESTUDANTE LAURINDA TORQUATO DE SOUSA

 

Familiares, parentes e amigos reuniram-se nesta segunda-feira (22/04), 16 horas,  no Cemitério Público da Damázia, Zona Rural de Assunção do Piauí para celebrarem a visita de “sétimo dia” e darem o último adeus a estudante Laurinda Torquato de Sousa, 17 anos, falecida no dia 15 de abril, supostamente por omissão de socorro e a falta de um “aparelho de inalação” da Unidade de Saúde de Assunção do Piauí.

As primas da estudante levaram bandeirinhas com mensagens bíblicas e agradecimentos a falecida, uma de suas primas, Franciele (17 anos), controlando a emoção, abriu um diário que pertencia à estudante Laurinda e, diante de todos, fez a leitura do relato de uma das páginas onde a estudante escreveu: “...estou triste hoje pelo morte do meu ‘Lilio’ (periquito verde) e também me sinto culpada pela morte do meu cachorro, eu devia ter cuidado melhor deles, afinal  os animais também faz parte de nossas vidas,...”, dizia o relato. Franciele contou para a redação do Assunção Livre que Laurinda fazia planos para realizar uma faculdade e tinha um grande apreço pelos estudos.

A avó de Laurinda, Maria de Sousa Costa (Mariinha), com quem a estudante morava, não conteve a emoção ao lado do túmulo de sua neta e disse não estar conformada e não aceita o que aconteceu: “ainda dói muito dentro de mim, ela era uma menina especial, ...e vem acontecer uma coisa dessa, morrer assim desse jeito”, disse Mariinha.

 (Mariinha (avó) e Antonia Torquato (Mãe) de Laurinda)

  (Mensagens de carinho são deixadas no túmulo da estudante)

Fonte/Foto: Redação.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!