DENÚNCIA, ABUSO DE PODER E DESTINO ILEGAL DO LIXO DEIXA MORADORES IRRITADOS EM ASSUNÇÃO DO PIAUÍ.

No dia 31 de agosto passado, a nossa equipe, enquanto fazia outro trabalho nas ruas da cidade de Assunção do Piauí, pode presenciar um carro de som fazendo um volante pelas ruas da cidade orientando a população sobre os dias da coleta do lixo naquele bairro e, pedindo aos moradores que não fizessem a queima do lixo em seus quintais ou no meio da rua, trabalho organizado pela Secretaria de Administração do Município e Serviço de Vigilância Sanitária.

Ontem segunda-feira(09/09), a nossa redação recebeu uma ligação as 20:45h (durante o Jornal Nacional da TV Globo), da Vereadora e Agente Comunitária de Saúde do Bairro Rodoviária Sra. Neta Santana, denunciando a inquietação vivida naquele momento pelos moradores de sua rua, ocasionada pela poluição do ar tomada por um cheiro forte de lixo queimado. A Vereadora nos contou que, minutos atrás, teria ido juntamente com outros vizinhos fazer uma busca nas ruas aos arredores de sua rua para descobrir a origem da cremação e, o fogo foi localizado justamente na casa da Secretária Municipal de Saúde do município Sra. Rosimar de França Lima, que realizava em seu quintal a queima de uma pilha de papel de maneira a céu aberto com a fumaça se espalhando pela vizinhança. Segundo a Vereadora, no momento em que flagrou o evento da cremação do lixo pediu imediatamente a dona da casa que parasse com aquela atividade, pois estava causando transtorno a população, mas segundo a Vereadora, a mesma lhe respondeu que só iria parar quando terminasse o serviço todo, “estamos indignados com a situação, como é que ela secretária coloca um carro de som na rua orientando a população sobre os cuidados com o lixo e ela é a primeira a descumprir sua própria recomendação? ” disse Neta Santana, muito indignada.

A Secretária Municipal Sra. Rosimar de França Lima e a Vereadora Neta Santana, residem no Bairro Rodoviária, zona urbana de Assunção do Piauí, há mais de 8 (oito) anos, em ruas diferentes, porém nenhuma das ruas possuem benefício de calçamento e rede de coleta de esgoto e ambas autoridades são agentes públicos de saúde. Assunção do Piauí não possui aterro sanitário e a coleta de lixo é feita pela prefeitura e jogado a céu aberto em um terreno distante da via urbana, onde acontece a queima lentamente.

O lixo é um dos maiores problemas das cidades brasileiras que, na sua maioria não adotou ainda métodos de reciclagem e destino legal dos resíduos, na vizinha cidade de Castelo do Piauí, quem vem de Teresina é recepcionado por uma forte fumaça gerada pela queima do lixo na entrada da cidade. No caso de Assunção do Piauí a coisa parece mais difícil de ser resolvida, pois a educação que tem que partir das autoridades para a população parece estar mais distante e, no vão das contradições sobre saúde, é muito comum ver comentários da população dizendo terem vistos agentes públicos de saúde do município fumando cigarros dentro dos estabelecimentos de saúde da cidade, de maneira bem “comum”.

A nossa equipe tentou entrar em contato com a Secretária Municipal de Saúde, mas a mesma não foi encontrada para comentar sobre o assunto, enquanto isso ficamos, a disposição das autoridades e envolvidos no assunto para debater, esclarecer, corrigir e colaborar para o melhor desempenho do serviço público.   

 (Vereadora Neta Santana, durante evento sobre coleta de lixo, na Câmara Municipal em 2013) 

 (Rosimar de França, durante evento sobre coleta de lixo, na Câmara Municipal em 2013) 

 (Principal estabelecimento de saúde de Assunção do Piauí)

Fonte/Foto: Assunção Livre            

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!