CENTRO DO MEIO TEVE O APOIO DE SINDICALISTAS VETERANOS NO ASSUNTO, ORAÇÃO E PESSOAS EMOCIONADAS.

Manoel de Polvora (57 anos), é um dos maiores defensores do movimento sindical e da reforma agrária no estado do Piauí e esteve no local do conflito sendo solidário aos agricultores da Comunidade Centro do Meio acompanhado pelo atual Presidente do STTR de São Miguel do Tapuio Antonio Pereira (Julieta) que, ambos ao presenciarem a cena de conflito e a presença da Polícia de Choque repudiaram a atitude do estado, “no País que nós vivemos hoje não é possível mais admitir este tipo de humilhação” disse Julieta transtornado com o abuso de poder do Estado do Piauí.

Antonio Bezerra (65 anos) é assentado da reforma agrária, no Assentamento Caprisa, já coordenou várias ocupações no Palácio de Karnak e INCRA, que também faz parte do movimento sindical e repudiou a ação dos militares da Tropa de Choque e, não somente isto, o filho do suposto proprietário invasor assistia tudo de perto, “isso é uma afronta ao movimento sindical e uma falta respeito aos agricultores familiares”, disse Antonio Bezerra, muito triste com a cena.

Francisca Gilberta (Caçula) Diretora de Política Agrária da FETAG-PI, Dra. Joselda Nery membro da Comissão de Direitos Humanos e Agrário da OAB-PI e José Francisco Marque (Nego) coordenador do Polo Sindical de Campo Maior também estiveram presentes durante todo o tempo da manifestação na Comunidade Centro do Meio.

Teve um momento em que todos sentaram-se no asfalto, de forma pacífica, enquanto o tempo prorrogado pelo presidente do STTR e o comandante da tropa para acontecer a desocupação, um senhor evangélico ajoelhou-se no meio da multidão ergueu as mãos para o céu e começou a orar pedindo a ajuda de Deus. Já no final, quando a casa e a cisterna já haviam sido demolidas uma das moradoras faltou com os nervos e foi levada para o pronto socorro e continua com lesões psicológicas até hoje.

 (Sindicalista Manoel de Polvora, presente em defesa dos moradores de Centro do Meio)

 (Dra. Joselda Nery, da Comissão de Direitos Agrário da OAB/PI, presente no Centro do Meio)

 (Um trabalhador rural se ajoelha e pede proteção a Deus, durante o conflito do Centro do Meio)

Fonte/Foto: Elizangêla Alves

Edição: Assunç@oLivre         

   

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!