COMUNIDADE DA ZONA RURAL DE ASSUNÇÃO DO PIAUÍ ADOTA MEDIDA DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE.

A comunidade Brejinho, zona rural do município de Assunção do Piauí, 281km de Teresina, é uma comunidade formada por um só núcleo familiar, com mais de 80 prédios incluindo imóveis públicos e igrejas, concentra mais de 45 famílias residindo na comunidade, possui energia elétrica, rede de água potável, calçamento na principal rua e sinal de celular em algumas casas. A maioria das famílias vivem da agricultura subsidiada, emprego indireto e aposentadoria.

Mas não é só isso, o nome Brejinho vem da existência de uma nascente de água que deu origem a um pequeno riacho de mais de 3 km, até cinco anos atrás era permanente e, que devido ao desmatamento e a forte estiagem fez com que a água do solo desaparecesse, embora pequenos “olhos d`água” ainda permaneçam. Uma área exuberante que mistura plantas nativas semitropical, fruteiras, buritizal e espécie rara de pássaros como o “Cupido” e o macaco “Soinho”. Um patrimônio natural que sustentou a comunidade com fornecimento de água e legumes por mais de 100 anos.

Com um novo olhar para este patrimônio e pensando no bem estar de todos, inclusive dos visitantes, os moradores da Comunidade Brejinho se reuniram em dezembro de 2016, com acompanhamento de algumas entidades, entre elas, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Assunção do Piauí (STTR) e a Associação do Grupo IMASA (entidade local) para debaterem e aprovarem um termo de ajustamento de conduta, um documento com base nas leis de proteção ao meio ambiente e, que irá, daí por diante, orientar a comunidade sobre a proteção do meio ambiente, denominado de termo de ajustamento de conduta n° 001/2016.

O “TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA Nº 001/2016” entrou em vigor no início de janeiro de 2017, já foi apresentado ao Ministério Público Estadual (MPE) e prevê multa que varia de R$ 100,00 a R$ 1.000,00 para quem vier a descumprir suas cláusulas. O termo prevê a proteção de toda á área da comunidade (flora e fauna), mas o principal controle e o uso da água do solo e do subsolo. Determina o controle de aparelhos sonoros e velocidade de veículos nas ruas da comunidade. A comunidade entende que a vida da comunidade só será permitida nos próximos anos se tais medidas como esta forem adotadas.

Para o Presidente do STTR José Caetano da Silva (Caetano Silva), a atitude tomada pela Comunidade Brejinho servirá de modelo para outras comunidades, “- A comunidade tem que se conscientizar da preservação do meio ambiente, proteger os animais e evitar queimadas, além de ser uma obrigação nossa servirá de educação para as próximas gerações”, disse Caetano Silva.

 Baixe aqui o TERMO DE AJUSTAMENTO - BREJINHO .pdf 

(Passáro Cupido) 

(Imagens da área verde do riacho) 

(Área urbana da comunidade)

Fonte/Foto: Redação

Edição: Assunc@oLivre

Publicação: 22/05/2017 7h41m  

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!